Blog Assembleia

Data histórica! Código de Conduta aprovado, por Julio Zorba

Dia 14 de junho de 2021 será sempre lembrado como uma data histórica para terapeutas tântricas e tântricos dentro e fora do Brasil.

Em Assembleia realizada em ambiente virtual, terapeutas associadas na Abratantra, presentes à sessão, aprovaram o Código de Conduta Profissional de Terapeutas Tântricas e Tântricos da Associação, que deverá, a partir de agora, orientar e indicar as diretrizes de atuação e exercício de profissionais que atuam ou desejam atuar com a terapêutica tântrica.

Mais que uma referência normativa da Abratantra, válida para o conjunto de associadas, o Código de Conduta Profissional pretende, a um só tempo, tornar-se referência para uma atuação profissional qualificada, confiável e socialmente responsável e torna-se uma referência pública e acessível à interagentes de terapia tântrica, participantes de grupos, cursos e workshops e sociedade em geral, que possa contribuir para o enfrentamento de práticas abusivas e posturas inadequadas, muitas vezes percebidas e existentes nesse mercado de trabalho.

O CÓDIGO DE CONDUTA É UM DESEJO HISTÓRICO DE TERAPEUTAS TÂNTRICAS E TÂNTRICOS

A busca pela estruturação de uma entidade que pudesse representar as terapeutas tântricas não é nova. De uma forma ou de outra, sempre habitou as mentes e corações de terapeutas comprometidas com os valores e propósitos da terapêutica tântrica e, ao longo dos últimos anos, adquiriu diferentes perspectivas até que pudéssemos chegar ao formato que levou à fundação da Associação Brasileira de Terapeutas Tântricas e Tântricos – Abratantra.

Essa busca sempre teve como norte a possibilidade de expressar um pacto de terapeutas tântricas com a coletividade de profissionais e com a sociedade. Um pacto baseado em valores claros e transparentes de defesa da vida, da emancipação e do amor. Um pacto de valorização da terapêutica tântrica e de sua referência maior, o Tantra.

Chegar à aprovação do Código de Conduta Profissional de Terapeutas Tântricas e Tântricos há pouco mais de um ano da criação da Abratantra é motivo que nos orgulha e enobrece o esforço de inúmeras colegas que não mediram esforços para debater, ouvir, acolher sugestões e criticas e apresentar uma proposta que foi amplamente divulgada e debatida em reuniões, lives no Instagram, plenárias regionais e que chegasse, ao final desse processo, a uma aprovação unânime da maioria absoluta das associadas na entidade. A todas e, em especial às integrantes da Câmara Temática do Código de Conduta, o nosso reconhecimento e gratidão.

NOVA FASE E NOVAS RESPONSABILIDADES

A aprovação do Código de Conduta não representa o fim de um ciclo, ao contrário, representa apenas o início de um ciclo renovado e com novas responsabilidades para a Associação e para o conjunto de terapeutas tântricas e tântricos.

A partir de agora, nos cabe a máxima divulgação desse instrumento de afirmação e valorização da terapêutica tântrica e de nossa atuação como profissionais da saúde; sua difusão entre terapeutas que ainda não se filiaram à Abratantra e que podem se sentir representadas e acolhidas em seu propósito, sua promoção às interagentes que todos os dias acessam nosso trabalho.

Assumi-lo como referência de nossa atuação vai gradativa e inexoravelmente significar um selo de qualidade de todas as terapeutas que assumiram e se comprometeram com suas diretrizes. Que ele possa cumprir seu papel social é nosso maior desejo.

Viva a Abratantra!

Julio Filgueira – Deepak Zorba – Coordenador Geral em exercício

Blog: www.megustaeltantra.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As postagens e artigos deste Blog são de responsabilidade de suas autoras e não expressam necessariamente a opinião da Abratantra, que se manifestará sempre editorialmente.

Mais de 100 Terapeutas Tântricas e Tântricos associadas