Olá! Eu sou o seu sintoma. =)

Tenho muitos nomes… Dor no joelho, enxaqueca, renite, câncer, depressão, diabetes… Sou popular. Me ofereci como voluntário do pior trabalho do mundo: Portador de más notícias.

Você não me entende, ninguém me entende. Todo mundo pensa que eu quero fazer mal… Absurdo! Eu, o sintoma, só procuro falar com você numa linguagem que você entenda. A dor é para chamar sua atenção, então não espere que eu seja meiguinho quando o meu papel é “te passar a visão”! Você fala mal de mim mas nem se dá o trabalho de parar um segundo e raciocinar o porquê da minha presença.

Pense que sou o alarme do Titanic, procuro mil formas de te dizer que tem um iceberg na sua frente, que você vai bater e afundar! Fico gritando horas, dias, semanas, meses, anos, pra tentar salvar sua vida e você só reclama que não te deixo dormir, andar, trabalhar, e na teimosia segue sem me entender… Me manda dormir com analgésicos, tranquilizantes, anti-inflamatórios, me apaga com quimioterapia… Tenta todo dia me esconder, me silenciar.

Para você, eu, o sintoma, sou a DOENÇA… Mas não confunda as coisas! “EU NÃO SOU A DOENÇA, SOU O SINTOMA.”

A doença é você! Seu estilo de vida, suas emoções reprimidas! Isso sim é a doença! E nenhum médico do planeta Terra sabe como combater doenças, a única coisa que sabem é me calar, fazer desaparecer, colocando uma maquiagem para você não me ver.

Talvez isto seja um tapa na sua cara, mas a boa notícia é que só depende de você não precisar de mim. Quando eu, o sintoma, apareço é para te avisar que uma emoção mal processada está guardada dentro de você e deve ser resolvida para que você não adoeça. Então se faça um favor e se pergunte: “PRA QUE ESSE SINTOMA APARECEU NA MINHA VIDA? O QUE ELE QUER ME DIZER? PORQUÊ APARECEU AGORA? O QUE DEVO MUDAR EM MIM PRA NÃO PRECISAR DESSE SINTOMA?”

Antes de correr para o ‘Senhor Doutor’, para me anestesiar, analise o que estou querendo lhe dizer. Mas não fique só no seu aperto de mente… Procure também no seu INCONSCIENTE, CORAÇÃO e EMOÇÕES. Quanto mais sua entrega e consciência no “para quê” do meu aparecimento, mais rápido eu desapareço. Pouco a pouco você vai descobrir que, quanto melhor investigador da sua vida você for, menos vezes vou te visitar. Lembre sempre que eu sou o ESPELHO DA SUA VIDA, de suas emoções, reações e coerência.

Também te desafio a deixar de me exibir como troféu para todo mundo.
Você se agarra em mim como se eu fosse um tesouro. Me usa para ter atenção dos outros… Chega dá vergonha. O que você está dizendo com esse apego a mim e a doença é: “Olhem para mim, tadin que sou…”

Helloow!
Se conscientize!
Quanto antes entender para que vim, mais cedo vou embora. ;*

Assinado: Seu Sintoma.

Fonte: verdadesdocorpo.com +💜 @premveeta

***

I have many names… Knee pain, migraine, rhinitis, cancer, depression, diabetes… I am popular. I volunteered for the worst job in the world: bearer of bad news.

You don’t understand me, nobody understands me. Everybody thinks that I want to do harm… Absurd! I, the symptom, only try to talk to you in a language that you understand. The pain is to get your attention, so don’t expect me to be gentle when my role is to “give you the vision”! You speak ill of me but don’t even bother to stop for a second and reason why I am there.

Think of me as the Titanic’s alarm, looking for a thousand ways to tell you that there is an iceberg in front of you, that you are going to hit it and sink! I scream for hours, days, weeks, months, years, to try to save your life and you only complain that I don’t let you sleep, walk, work, and stubbornly go on without understanding me? You send me to sleep with painkillers, tranquilizers, anti-inflammatory drugs, erase me with chemotherapy … He tries every day to hide me, to silence me.

For you, I, the symptom, am the DISEASE. But don’t confuse things! “I AM NOT THE DISEASE, I AM THE SYMPTOM.”

The disease is you! Your lifestyle, your repressed emotions! That is the disease! And no doctor on planet Earth knows how to fight disease, the only thing they know is to shut me up, make me disappear, putting on makeup so you don’t see me.

Maybe this is a slap in the face, but the good news is that it’s up to you not to need me. When I, the symptom, appear, it is to warn you that a badly processed emotion is stored inside you and must be resolved so that you don’t get sick. So do yourself a favor and ask yourself: “WHY DID THIS SYMPTOM APPEAR IN MY LIFE? WHAT DOES IT WANT TO TELL ME? WHY DID IT APPEAR NOW? WHAT SHOULD I CHANGE ABOUT MYSELF SO THAT I DON’T NEED THIS SYMPTOM?”

Before you run to ‘Mr. Doctor’, to anesthetize me, analyze what I am trying to tell you. But don’t stay only in your mind’s eye. Look also in your INCONSCIOUS, HEART and EMOTIONS. The more your surrender and awareness in the “what for” of my appearance, the faster I disappear. Little by little you will discover that the better investigator of your life you are, the less often I will visit you. Always remember that I am the MIRROR OF YOUR LIFE, of your emotions, reactions and coherence.

I also challenge you to stop showing me off as a trophy to everyone.
You cling to me as if I were a treasure. You use me to get attention from others. It’s embarrassing enough. What you are saying with this attachment to me and the disease is: “Look at me, tadin that I am…”.

Helloow!
Be aware!
The sooner I understand what I’m here for, the sooner I’ll be gone. ;*

Signed: Your Symptom.

Source: verdadesdocorpo.com +💜 @premveeta

#metafisicadasaude #sintoma #metaphysicofhealth #symptom #humansexuality #humandevelopment #selfnowledge #individuation #selfawareness #tantrictherapy #sexualidadehumana #individuacao #desenvolvimentohumano #autoconsciencia #autoconhecimento #terapiatantrica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As postagens e artigos deste Blog são de responsabilidade de suas autoras e não expressam necessariamente a opinião da Abratantra, que se manifestará sempre editorialmente.

Mais de 100 Terapeutas Tântricas e Tântricos associadas