BLOG 2_12

MASSAGEM TÂNTRICA PARA QUE MESMO? por Julio Zorba

Tenho procurado refletir sobre diferentes abordagens que compõem o repertório da Terapêutica Tântrica.

E é relativamente comum, seja na minha atuação como terapeuta, seja nos diálogos feitos na @abratantra, me deparar com a seguinte questão: mas afinal, qual o papel que tem a massagem tântrica em um processo terapêutico?

A pergunta em si não comparece porque existam dúvidas de seus benefícios e eficácia, mas evidencia a forma como, em maior ou menor grau, foi conferido a ela um valor absoluto, dissociado de seu papel no processo.

A questão é saber o que buscamos com a massagem e porque ela se mostra uma ferramenta efetiva e confiável quando se compõe com outros métodos e procedimentos da terapia tântrica, que incluem, técnicas corporais, energéticas, meditativas, respiratórias, psicoemocionais e práticas integrativas com finalidade terapêutica.

Por um lado, o profissional que conduz uma sessão de massagem tântrica fora de um plano terapêutico, de forma esporádica ou sazonal, deve ter consciência dos limites dessa prática isolada e não estimular a expectativa que apenas com essa ferramenta será possível obter efeito terapêutico.

De outro, o profissional que apenas dispõe dessa ferramenta no seu repertório e portfólio de atendimento deve reconhecer que o desafio de atuar como terapeuta tântrico vai muito além da massagem e buscar aperfeiçoamento e assimilação de novas abordagens.

Como essas reflexões ressoam em você? Comenta aqui ou me procura para falarmos.

Julio Filgueira – Deepak Zorba – Coordenador Geral da ABRATANTRA

Blog: www.megustaeltantra.com

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As postagens e artigos deste Blog são de responsabilidade de suas autoras e não expressam necessariamente a opinião da Abratantra, que se manifestará sempre editorialmente.

Mais de 100 Terapeutas Tântricas e Tântricos associadas